A CUT continua defendendo R$ 580 para o salário mínimo. Debate segue na Câmara

Este blog do Artur Henrique está voltando ao ar, depois do fim das eleições (ele foi criado inicialmente com o objetivo de cobrir apenas as eleições) e agora, quando a agenda política engrena de vez sob o período Dilma.

Hoje estou em Brasília, cobrindo vários compromissos, mas o principal deles é a votação do salário mínimo.

A imprensa está dizendo que as centrais sindicais, indistintamente, estariam defendendo R$ 560. Nada disso. Essa iniciativa de rebaixar o valor defendido inicialmente pelo movimento sindical (R$ 580), antes que o governo acenasse com qualquer possibilidade de negociar os R$ 545 em que fincou o pé, foi da Força.

A CUT optou por manter a reivindicação original. Se vier um valor intermediário, poderíamos conversar. Mas rebaixar a revindicação, por conta própria, no meio de um processo de negociação, não é das melhores estratégias. E quando você está negociando junto com outras entidades, é preciso respeito ao consenso.

Por outro lado, se a intenção da Força foi, novamente, ganhar espaço em jornais, funcionou. Mas aparecer em jornais não é tudo.

Vamos voltar ao tema nos próximos posts.

E, para os próximos dias, vamos incluir mudanças neste blog (gratuito, com poucos recursos e, talvez por isso mesmo, fácil e gostoso de fazer).

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “A CUT continua defendendo R$ 580 para o salário mínimo. Debate segue na Câmara

  1. Camarada Arthur. Sua fala na tribuna da Câmara foi muito tecnicista.
    Usou demais termos do economês. Na próxima simplifique ok.
    01- Quem ganha salário mínimo, são os negros e os nordestinos. ( racismo institucional não elevar valor )
    02- O governo não acabará com a miséria extrema ferrando s mais pobres.
    03- Excepcionalidade deve ser tratada como tal. ( antecipação dos 3% de 2012 )

    Mas parabenizo a CUT pela determinação

  2. Pingback: Tweets that mention A CUT continua defendendo R$ 580 para o salário mínimo. Debate segue na Câmara | Blog do Artur Henrique -- Topsy.com

  3. Juruna

    Arthur, li seu comentário no seu blog sobre a defesa do salário mínimo de R$ 580. Companheiro, você está equivocado, pois tenho uma mensagem que você me enviou por telefone em que você concorda com uma proposta alternativa. Você propõe também uma reunião com as centrais sindicais na terça-feira, dia 15 de fevereiro, para “avaliar e tomar e tomar alguma medida (sic)”.

    • Ok? Discutimos entre nós, mas chegamos a uma conclusão sobre divulgar, publicizar isso? Não. O que nós concluímos e acordamos, Juruna, e você sabe disso, é que nós não íamos divulgar uma proposta intermediária antes de recebermos uma sinalização do governo.

      É como eu disse para a Rede Brasil Atual: “O que aconteceu foi que (ao rebaixar a proposta), leva ferro duas vezes – os R$ 580 que nem foram a votação e o Paulinho que abandonou a proposta e ficou defendendo os R$ 560 com o PSDB e o DEM”.

  4. Pingback: CUT defendeu R$ 580. Força soltou R$ 560 por conta própria, não adianta negar | Blog do Artur Henrique

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s