Arquivo do mês: junho 2011

Mídia divulga ascensão social do povo para depois tentar impedir mais avanços “exagerados”

A recente e ampla divulgação, por parte da mídia, da melhoria de renda e da ascensão de muitos brasileiros às classes C e B pode estar preparando terreno para uma nova investida conservadora.

Tal disposição da mídia para demonstrar esses avanços sociais, depois de um longo período em que tentou ocultá-los, talvez preceda um novo discurso reacionário que está por vir.

Esse discurso vai afirmar que já houve distribuição de renda suficiente, que a vida já melhorou bastante e que, exceto os programas de combate à pobreza extrema, é chegado o momento de brecar aumentos salariais e de aprofundar cortes de investimentos públicos em políticas sociais.

Para construir essa tese – na verdade apenas uma reciclagem do discurso pró-concentração de renda – os conservadores vão recorrer ao tema da inflação e às medidas de contenção adotadas pela Europa em crise para tentar insuflar medo e, ao mesmo tempo, insinuar que se o povo quiser mais do que já tem, será um exagero.

A premonição sobre esse novo movimento tático da mídia conservadora foi apresentada hoje pela companheira e amiga deste blog Patrícia Pelatieri, técnica do Dieese, durante intervenção no encontro da Direção Nacional da CUT, em Guarulhos (SP).

É muito provável.

Vamos conferir.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

CUT critica o uso de recursos do BNDES para financiar fusão Pão de Açúcar/Carrefour

Na tarde desta, emiti a seguinte nota oficial em nome da CUT:

A CUT (Central Única dos Trabalhadores) é contra a utilização de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em operações de fusão de empresas do setor privado. É preciso ficar claro, de uma vez por todas, que não é papel do BNDES patrocinar negócios bilionários como o que vem sendo discutido entre os grupos varejistas Pão de Açúcar e Carrefour. Quem ganha com isso? Qual o beneficio para a sociedade? Essa concentração em verdadeiros monopólios não vai fazer com que os preços aos consumidores sejam cada vez mais elevados?

Alem disso, independentemente de se usar ou não recursos do BNDES, os trabalhadores precisam ser ouvidos sobre qualquer proposta de fusão. É preciso ter garantia de emprego, de ambiente e condições dignas de trabalho, de saúde e segurança.

O BNDES, financiado, em parte, com recursos do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, tem um papel fundamental que é ser um instrumento de financiamento de longo prazo para todos os segmentos da economia, com políticas realmente focadas nas dimensões social, regional e ambiental, como diz o site do banco. Se trata de discutir que modelo de desenvolvimento queremos para o Brasil. Ampliar os investimentos no social, na economia solidária, nas micro e pequenas empresas, no desenvolvimento regional faz parte desse debate.

Neste sentido, a CUT defende a transparência e o estabelecimento de formas de controle sobre a gestão dos recursos e mecanismos de aferição dos resultados de todas as operações realizadas pelo BNDES em termos socioeconômicos, como a geração de emprego decente, a democracia nas relações de trabalho e as contrapartidas sociais e ambientais.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Batalha nas ruas de Atenas. Gregos protestam contra as medidas de austeridade que punem os trabalhadores

O ocaso de um modelo, sem dúvida, mas esperemos que não o ocaso de uma nação. Os gregos estão nas ruas de Atenas para protestar contra a venda do país para pagar dívidas aos bancos.

Há pouco, houve confronto entre manifestantes e policiais.

Foto do confronto que ocorreu há pouco. Filippo Monteforte/AFP/Getty Images

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Jobim anuncia: papéis secretos da ditadura “sumiram”

Notícia alarmante. O ministro da Defesa Nelson Jobim afirmou à Folha de S. Paulo que nada há mais para revelar sobre o período da ditadura que já não se saiba, pois os documentos secretos “sumiram”.

As recorrentes idas e vindas sobre este tema, especialmente nos últimos dias, despertam o temor de um recuo grande e significativo do atual governo.

Isso não seria nada bom.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

No Rio, favela é batizada de Dilma Rousseff e seus moradores torcem por “Brasil sem Miséria”

O “The Guardian”, jornal britânico, publicou em sua página a história da pequena e incipiente favela Dilma Rousseff, erguida à beira da rodovia Rio-Santos, km 31, na localidade de Campo Grande (RJ).

O nome foi dado por um pastor protestante, que garante ter recebido um sinal divino para proceder ao batismo da comunidade, onde vivem 15 famílias.

Por trás da mística, um mundo real. O simples surgimento de uma nova favela é um sinal dos tempos que não mudaram como esperado e necessário.

Ao redor das casas, narra o jornalista Tom Phillips, ratos e baratas aproveitam o ambiente de mato e sujeira que lhes é favorável.

E o pastor protestante, descrito como líder e mentor intelectual da comunidade, lembra: “Os pobres também são filhos de Deus”.

Ele e os vizinhos aguardam que os efeitos positivos do programa “Brasil sem Miséria” aportem logo por ali.

Para ler o texto do “The Guardian”, clique aqui.

A sugestão da reportagem do jornal inglês veio pelo twitter, por @ALuizCosta.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Reportagem denuncia os crimes que a indústria do aço comete no Pará

O jornalista Marques Casara publicou na última edição da revista do Observatório Social – entidade ligada à Central Única dos Trabalhadores – uma detalhada reportagem dos crimes ambientais e trabalhistas perpetrados pela cadeia do aço no Pará.

Para ler a reportagem e ainda obter uma cópia PDF da revista, clique aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Governo aprova a contratação de 220 fiscais do trabalho. Concursados agradecem a intervenção da CUT

220 trabalhadores e trabalhadoras que foram aprovados em concurso público para ocupar a vaga de fiscais do trabalho aguardavam convocação. O tempo de espera se mostrava longo demais e, ainda por cima, o corte de investimentos do governo federal pairava como uma ameaça não somente ao emprego desse grupo, mas ao essa tarefa de inspeção indispensável ao combate ao trabalho escravo, ao trabalho infantil e aos desmandos de todos os tipos nas relações de trabalho.

A CUT, a pedido desses trabalhadores, interviu e pressionou o governo. Recebeu resposta positiva do ministro Gilberto Carvalho e a efetivação vai acontecer (leia texto sobre isso clicando aqui)

Depois disso, muitos desses concursados estão nos enviando emails para agradecer.

Escrevo então essa resposta:

“Caro companheiro(a),

Agradeço as suas palavras de apoio ao nosso trabalho.

Mas gostaria de dizer que é uma obrigação do movimento sindical lutar pela ampliação do quadro de Auditores Fiscais do Trabalho, servidores cuja função é garantir melhores condições nos ambientes de trabalho, a erradicação do trabalho escravo e infantil.

Para nós, da CUT, o sindicalismo de fato representativo e combativo, tem de pressionar o governo, realizar mobilizações e atuar em todas as frentes que representem conquistas para a classe trabalhadora.

E, neste momento de robusto desenvolvimento econômico do país, a contratação de mais auditores é fundamental para o sucesso da nossa luta para garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores brasileiros.

Saudações cutistas,

Artur Henrique”

 

 

1 comentário

Arquivado em Uncategorized