Sigilo eterno: com nome funéreo, essa proposta de ocultar dados oficiais deve ser sepultada de uma vez

Temos de acabar com essa história de que documentos oficiais brasileiros devem ser ocultados para sempre, de acordo com a conveniência dos governos de turno e daqueles que já passaram mas se envergonham do que fizeram.

O Congresso deve aprovar o projeto que restringe a 50 anos, no máximo, o sigilo dos documentos oficiais.

Já o governo Dilma, se de fato quer o sigilo eterno, repete, em escala muito maior, a bobagem que o Senado cometeu dias atrás ao tentar apagar o impeachment de Collor da exposição fotográfica que fica no corredor conhecido como túnel do tempo.

Suponho que quando esses documentos vierem à luz, além de embaraços causados por atos estúpidos bem ao gosto do Agente 86 (antiga série de TV cujo protagonista era um espião trapalhão) ou de embaixadores dos EUA desnudados recentemente pelo WikiLeaks, descobriremos também fatos fundamentais para que a historiografia possa romper a história oficial.

Ou, como Roberto Carlos, continuaremos acreditando que biografias só devem ser publicadas sob autorização do personagem?

Ou que são irrelevantes descobertas como a dessa semana, em que a menininha que se recusou a cumprimentar o ex-general-presidente João Figueiredo em 1979 – numa cena que virou foto histórica pelas lentes de Guinaldo Nicolaevsky – reapareceu, hoje mulher de 36 anos, para revelar um saboroso bastidor de nossa história?

Não nos iludamos tampouco sobre os efeitos negativos que o sigilo eterno poderá causar sobre a Comissão da Verdade, projeto que pretende abrir os arquivos da ditadura militar e que também aguarda aprovação do Congresso.

O sigilo eterno pode acabar com as chances de a Comissão da Verdade existir de fato.

Agora, a foto histórica. A menininha chama-se Rachel Clemens Coelho.

A rebeldia da menina virou símbolo de resistência à ditadura.

Para conhecer a história dessa foto e da Rachel, visite o site da FocusFoto clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s