No Rio, favela é batizada de Dilma Rousseff e seus moradores torcem por “Brasil sem Miséria”

O “The Guardian”, jornal britânico, publicou em sua página a história da pequena e incipiente favela Dilma Rousseff, erguida à beira da rodovia Rio-Santos, km 31, na localidade de Campo Grande (RJ).

O nome foi dado por um pastor protestante, que garante ter recebido um sinal divino para proceder ao batismo da comunidade, onde vivem 15 famílias.

Por trás da mística, um mundo real. O simples surgimento de uma nova favela é um sinal dos tempos que não mudaram como esperado e necessário.

Ao redor das casas, narra o jornalista Tom Phillips, ratos e baratas aproveitam o ambiente de mato e sujeira que lhes é favorável.

E o pastor protestante, descrito como líder e mentor intelectual da comunidade, lembra: “Os pobres também são filhos de Deus”.

Ele e os vizinhos aguardam que os efeitos positivos do programa “Brasil sem Miséria” aportem logo por ali.

Para ler o texto do “The Guardian”, clique aqui.

A sugestão da reportagem do jornal inglês veio pelo twitter, por @ALuizCosta.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s