Querem colocar um corpete apertado na Europa inteira

A alta moral de “sacrifício” tem um efeito embriagante. Esta é a filosofia do corpete “correto”. “Se a senhora se sente muito cômoda com ele, então certamente precisa de um tamanho menor”.

Com essa analogia, o Nobel de Economia 1998 Amartya Sen adverte para os grandes perigos que a democracia europeia está correndo quando suas nações – como a Grécia – passam a ser governadas pelas agências de classificação de risco e pelos bancos credores, desprezando a vontade popular e impondo cortes brutais na renda e no sustento dos trabalhadores em geral.

É evidente que isso vai sufocar as possibilidades de retomada do crescimento.

Nesse tipo de caso, a “filosofia do Instituto Butantan” não funciona. Aplicar o mesmo veneno com que o doente caiu de cama vai levar ao caos.

É preciso um movimento de solidariedade internacional para fazer a Grécia e outros países da região ousar dizer “não” à banca internacional.

No dia 15, os gregos fazem greve geral.

Como as entidades e os partidos populares de vários países vão se posicionar. E nós, aqui no Brasil?

Leia o artigo completo de Amartya na Carta Maior clicando aqui.

 

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Querem colocar um corpete apertado na Europa inteira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s