Filme registra reações e comentários de Lula enquanto ele assiste imagens de si mesmo feitas 30 anos atrás

Do lado esquerdo da tela, o Lula de hoje meneia a cabeça como a relembrar cada palavra daquele Lula que, do lado direito da mesma tela, dá uma entrevista trinta anos atrás, durante a 1ª Conclat (Conferência da Classe Trabalhadora), realizada em 1981.

Cena do filme "Lula Relembra Conclat 30 Anos Depois"

O que se desenrola na tela é o filme “Lula Relembra a 1ª Conclat 30 anos Depois”, produção da CUT e da Tatu Filmes com participação da ViaTV. A primeira metade da fita, finalizada no segundo semestre deste ano, registra as reações do ex-presidente enquanto ele assiste a si mesmo durante uma exibição do filme “1ª Conclat”, realizado pelo diretor Adrian Cooper em 1981 – o único registro audiovisual do grande encontro de dirigentes sindicais que daria origem à CUT.

“Lula Relembra a 1ª Conclat 30 Anos Depois” terá uma sessão especial de lançamento no próximo dia 10, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, a partir das 20h. O filme também será distribuído em DVD para os participantes da 13ª Plenária Nacional da CUT, que acontece entre os dias 4 a 7 de outubro.

“Puta merda, que cara feio”, espanta-se o Lula de hoje diante da aparição daquele que, blusa de lã azul sobre uma camiseta vermelha e crachá no peito, dá uma entrevista para os realizadores do documentário de 1981. “Se a Marisa vir isso aí, eu vou ter de agradecer ela por ter se casado comigo”.

Enquanto vai, aos sobressaltos, citando o nome dos companheiros de Conclat que surgem repentinamente na tela – muitos ele sabe onde estão e o que fazem hoje, de todos lembra a categoria e o que faziam 30 anos atrás – Lula dá pistas de seu pensamento atual.

Sorri ao acompanhar trecho do documentário em que é lida resolução em defesa da estatização dos bancos. Noutro, em que um orador vocifera contra a “partidarização” do encontro, Lula comenta que “havia muita preocupação com o PT” – ele refere-se aos grupos que decidiram não participar da fundação da CUT, oriundos do PCB, MR8 e outros partidos mais antigos. “A tradição naquela época era partido de trabalhadores dirigidos por intelectuais, e o PT nascia dirigido por trabalhadores”, comenta o ex-presidente.

Na segunda metade de “Lula Relembra…”, o ex-presidente é entrevistado pelo jornalista Daniel Brazil e reflete sobre os dois momentos. Sobre a diferença entre os grupos que não participaram da fundação da CUT, diz: “A gente tinha uma concepção de organização sindical de base que o outro pessoal não tinha”. Em outro trecho, diz: “A gente manteve a coerência e nossos princípios estão em pé”.

Quase ao final do filme, um comentário que não deixa de ter um tom amargo: “Tinha companheiro que estava lá antes de mim e ainda está. Ou seja, isso dificulta a renovação”.

A exibição de “Lula Relembra…” na Cinemateca vai ser antecedida pelo filme “1ª Conclat”, que foi restaurado pela CUT e também virou DVD.

Serviço

“Lula Relembra a 1ª Conclat 30 Anos Depois”

Sessão especial na Cinemateca dia 10 de outubro, às 20h

Endereço: largo Senador Raul Cardoso, 207. Vila Mariana, São Paulo

Escrito por Isaías Dalle

11 Comentários

Arquivado em Uncategorized

11 Respostas para “Filme registra reações e comentários de Lula enquanto ele assiste imagens de si mesmo feitas 30 anos atrás

  1. José Contreras

    “Tinha companheiro que estava lá antes de mim e ainda está. Ou seja, isso dificulta a renovação”.
    Estas palavras do Lula podem ser encaminhadas aos próprios companheiros sindicalistas ligados a CUT e ao PT.
    O Joaquinzão era criticado por companheiros sindicalistas do ABC por estar há mais de 10 anos no sindicato de São Paulo. Como o mundo dá muitas voltas, esses mesmos companheiros estão mamando na CUT e nos sindicatos há 30 anos. Como o Lula diz, isso dificulta a renovação.

    • Por isso que eu, Artur, defendo pessoalmente e como presidente da CUT o fim do imposto sindical (estou na presidência da CUT há seis anos e vou sair no ano que vem).

      Tem de ter renovação, sim. Eu vou fazer a minha parte

  2. Eduardo Aparecido de Sousa

    infeslimente a cada mil anos nos temos um Lula no mundo ,porque pessoas como ele dificilmente nascera outra,mas nos que somos preucupados com os menos favorecidos temos que nos espelhar em uma cerebridade.como este cara.

    • Terezinha de Jesus Aguiar

      Não seja tão pessimista companheiro; Sou fã de carterinha do Lula mil vezes mil vezes mil, é verdade que é uma grande pessoa, é um Estadista na percepção maior da palavra, do sentimento, do concreto;
      Porém, penso que somos um time, um grupo de sonhadores, utopicos que estamos construindo, juntos com o Lula uma sociedade melhor;
      Voce, eu o Arthur, seu filho e sua filha todos@s nessa impreitada; muitos e muitas Lulas nascerão, pois o seu exemplo é uma demonstração a perseguir, assim que esta sabor gostoso de estar vivendo e convivendo nesse Brasil, imagine emprestando dinheiro ao FMI, dando pitaco na ONU, peitando o Tio Sam e tendo uma mulher na Presidencia do país, sendo a primeira mulher a discursar na abertura da programação da ONU. Esse bicho pegou e não tem hora pra acabar. vamos em frente

  3. Rosa

    Esses filmes têm que rodar o Brasil.Quando chegam ao Rio? Como é que a gente faz pra exibir aqui?

  4. Como diz o Artur, e sabemos todos nós, a mídia “oficial” com maior poder (econômico) só faz chegar ao povo informações que lhes interessem, um bom exemplo, refere-se ao financiamento para nossa saúde, muito bem lembrado pelo Artur, a parte bôa êles não informam,(contribuiriam sómente aqueles quem tem uma renda razoavel, e bem razoavel! continuam omitindo e vai dar “água no chope” quando a informação não favorece os financiadores e apadrinhados; censura na notícia (depois vem o “Estadão” ditar regras sobre censura).
    Porisso, um DVD como este a respeito do Lula, será de muita valia e devemos multiplicar estas informações (sem piratear o DVD)
    Parabens à CUT e seus colaboradores

  5. jose de jesus sodre

    lula foi o cara do brasil.o mundo todo respeitado.que venha 2014.

  6. Vanda de Sá

    Precisamos ver e ouvir esta verdadeira história de um guerreiro brasileiro!!!

  7. Caro companheiro Arthur, percebo que o grande desafio para essa renovação natural e necessária é encontrar novas lideranças, principalmente jovens com o comprometimento social e coletivo. Temos que promover algumas ações que provoque e estimule o jovem a se interessar por política, sindicato, movimentos, lutas, etc, ai tá o nosso grande desafio….. abç

  8. Que memoria. Em 1981 eu tambem estava na Praia Grande, participando da primeira Conclat. Aqueles tres dias sao inesqueciveis. Conheci muita gente com passado experiente que muito contribui para o aprimoramento de minha consciencia politica.Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s