17 pessoas morrem por causa de curto-circuito. Sindicato denuncia má conservação da rede e é processado pela Cemig

Em fevereiro, um acidente na combalida rede elétrica da cidade de Bandeira do Sul, Minas Gerais, causou a morte de 17 pessoas que brincavam numa festa pré-carnavalesca.

O acidente ocorreu porque uma inocente serpentina metalizada encostou no fio. A festa acontecia na rua. Os fios se romperam, atingiram o solo e uma descarga de 7 mil volts matou 17 pessoas que estavam próximas ao carro de som.

O SindieletroMG, que já vinha há tempos denunciando as más condições de conservação e a falta de manutenção preventiva na rede, avaliou que se as instalações estivessem em boas condições, o acidente poderia ter sido evitado.

Embora as famílias das vítimas ainda não tenham sido indenizadas pela tragédia, a Cemig, empresa responsável pela geração, transmissão e distribuição de energia no Estado de Minas, já encontrou um culpado: o sindicato, que com sua avaliação teria causado danos à “imagem” da empresa.

Um absurdo, a inversão do ônus.

Leia mais sobre essa tragédia clicando aqui.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “17 pessoas morrem por causa de curto-circuito. Sindicato denuncia má conservação da rede e é processado pela Cemig

  1. José Osivan Barbosa de Lima

    Realmente o que a CEMIG fez é inaceitável. É próprio de quem é ditador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s