Escândalo da privataria dá maior fôlego para nossa bandeira da renovação das concessões no setor elétrico

Vem de uma fonte inesperada o apoio à bandeira de renovação das atuais concessões do setor elétrico e contra a realização de novos leilões de privatização no ramo.

Elena Landau, que foi diretora do BNDES nos anos da “privataria tucana”, afirmou ao jornal Valor Econômico que é contra novas privatizações agora.

Ela faz questão de dizer, segundo o jornal, que no entanto não mudou de ideia, apenas acredita que fazer novos leilões para substituir os contratos que vencem até 2015, “diante da falta de tempo”, prejudicaria os acionistas. Ela acredita que dar mais tempo às atuais concessões permitiria fazer privatizações “corretamente no futuro”.

A CUT, as entidades sindicais do setor e os movimentos sociais estão em campanha pela renovação das concessões – feitas na década de 1990 – por ser uma solução melhor do que abrir nova temporada de vendas. Isso impediria a entrega de patrimônio que ainda está sob poder do Estado – a estatal Eletrobrás, por exemplo, é mandatária de algumas dessas concessões – e abriria a oportunidade de reformular os contratos que serão renovados, colocando os interesses da maioria dos consumidores em primeiro plano.

Mas, para além das razões expostas por Elena Landau, arrisco-me a dizer que as novas denúncias em torno do período das privatizações, a partir do lançamento do livro “A Privataria Tucana”, do jornalista Amaury Ribeiro Júnior, vão diminuir drasticamente o ímpeto dos privatistas.

Sobre a CPI da Privataria, cuja criação já é uma estrela nas redes sociais, acho que é importante, no mínimo para desvendar a hipocrisia da oposição e de parte da mídia em seu falso furor moralizante.

Aguardemos para ver como se portará a base aliada nesse episódio e qual será a avaliação sobre a conveniência para o governo, neste momento, de o Congresso montar uma operação dessas proporções.

Sobre as renovações das concessões dos setor elétrico, saiba mais sobre o que pensa a CUT clicando aqui.

Para conhecer a campanha pela renovação, clique aqui.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Escândalo da privataria dá maior fôlego para nossa bandeira da renovação das concessões no setor elétrico

  1. José Osivan Barbosa de Lima

    O correto para uma empresa lucrativa como é o caso do setor elétrico é ela ficar nas mãos do estado. Até porque o lucro que ela guardar servirá para o país investir na saúde, na geração de empregos, na reforma agrária, etc. Portanto espero que o governo brasileiro não privatize, mas fortaleça nosso sistema eletrobrás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s