Reportagem mostra quem é quem no chamado “mensalão” e garante: fora o caixa 2, as demais acusações são falsas

Não há, nos autos do processo do chamado “mensalão”, uma única prova – seja material, seja a partir de depoimentos – de que houve compra de votos de parlamentares por parte do PT ou do governo. No mesmo processo, a pilha de documentos, que enche uma sala inteira do Supremo Tribunal, não traz uma só prova de que dinheiro público tenha circulado pelas peripécias da campanha eleitoral de 2003.

Essas são duas conclusões que a revista “Retrato do Brasil” de fevereiro defende com veemência em uma longa reportagem sobre o “mensalão”.

Sem esconder o que nem mesmo os acusados tentaram esconder – o uso do caixa 2 – a revista sustenta que as teses de “formação de quadrilha”, “compra de votos” e “uso de dinheiro público” não têm dado comprobatório em nenhum trecho dos autos.

Os autores da reportagem, os jornalistas Lia Imanishi e Raimundo Rodrigues Pereira, ouviram longamente os advogados de alguns dos principais acusados – entre eles Roberto Jefferson, José Dirceu e Delúbio Soares – e leu muitos trechos das peças de acusação.

O grande mérito do texto é reunir as principais informações (ou ao menos aquelas que ganharam maior destaque na imprensa tradicional) e comenta uma a uma. A narrativa cronológica também facilita a compreensão. Dividir o texto com retrancas sobre os principais personagens, também.

A revista conclui que, fora o uso de caixa 2 para financiar as campanhas de 2002, com a inestimável ajuda do valerioduto originalmente a serviço dos tucanos mineiros, todas as demais acusações são de cunho político, sem respaldo nas provas técnicas produzidas pelas CPIs, pela polícia ou por peritos a serviço do parlamento.

Como o julgamento final do “mensalão” deve ocorrer ainda neste semestre, conforme prometeu o ministro Joaquim Barbosa (o autor da tese de “formação de quadrilha” comandada por Zé Dirceu), acho importante que os companheiros e companheiras leiam a reportagem.

Eu poderia até escanear as páginas e colocar aqui no blog. Mas não seria justo com a revista, cujos editores esperam a ida de vocês até a banca de jornal mais próxima para comprar um exemplar.

Só um reparo: na capa, a foto de um Zé Dirceu com cara de bravo junto com a manchete “Mensalão” não revela, para o leitor, o que de fato a reportagem pretende.

Capa da edição de fevereiro da revista. Ainda nas bancas ou direto na editora

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “Reportagem mostra quem é quem no chamado “mensalão” e garante: fora o caixa 2, as demais acusações são falsas

  1. Nos depósitos autorizados ao PT havia muito mais do que os cerca de R$ 30 milhões. Havia R$ 55 milhões. Segundo se falou á boca pequena na época, o restante do dinheiro seriam depósitos de empresas particulares destinados a determinados parlamentares para que estes defendessem os interesses dessas empresas no parlamento. Dentre elas, as Organizações Globo, a então Cosipa, etc. A verdade é apurada no Brasil até aonde interessa. Vai ser muito difícil tirar o Brasil do abismo moral em que se encontra. Os interesses pessoais e corporativos vêm em primeiro lugar.

    • Marcos, a reportagem fala desses 55 milhões e aponta a destinação da maioria deles e até mesmo uma parcela que não se sabe ao certo qual destino. Mas não há nenhuma prova de uso de dinheiro público, segundo a revista sustenta

  2. scaneia essas paginas e espalha na rede, tenho certeza que o dono da revista vai entender. Essas informações tem que estar disponiveis para além do alcance da distribuição da revista.

  3. Mas por outro lado a PRIVATARIA TUCANA é uma reunião de documentos oficiais mostrando o MAIOR ROUBO DA HISTÓRIA DO BRASIL, e como a TUCANADA coamandada po FHC e Serra, dilapidou o nosso país

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s