Collor se rebela contra Veja, a revista que inventou a alcunha “caçador de marajás”, início do embuste de 1989

Um visitante de outro planeta que tivesse se ausentado daqui desde 1989 não acreditaria na cena registrada ontem no Senado.

Fernando Collor de Melo requereu, na tribuna, a convocação de Roberto Civita para depor na CPI do Cachoeira. Civita é dono da revista Veja, cujo diretor de redação da sucursal de Brasília, Policarpo Jr, foi apanhado em flagrante como cúmplice de Cachoeira.

Foi a revista Veja que cunhou a expressão “caçador de marajás”, com que o então candidato a presidente Collor se notabilizou nas eleições de 1989.

A expressão, da qual o ex-diretor da revista Thales Alvarenga (já falecido) se orgulhava de ter criado, foi o início do embuste que terminaria em impeachment em 1992.

Se o episódio tiver alguma semelhança com Frankenstein, não é mera coincidência

Na TV aberta, a cena de ontem foi reproduzida pela Record.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s